Home DESTAQUE Mineradora anuncia início de projetos de mineração de níquel e diamantes. Exploração será uma das “mais agressivas da história”

Mineradora anuncia início de projetos de mineração de níquel e diamantes. Exploração será uma das “mais agressivas da história”

Isso impacta outros setores, como a automatização de carros

by Daiane
Mineradora anuncia início de projetos de mineração de níquel e diamantes, novas vagas de emprego podem surgir - Canva

A mineradora Orford Mining Corp anunciou, durante esta segunda-feira, 20 de junho, que pretende começar os seus projetos de mineração em dois novos locais em Nunavik. O intuito da mineradora é buscar metais preciosos como o diamante. Dessa forma, não hesitam em dizer que gerarão novas vagas de emprego para quem deseja trabalhar no exterior com mão de obra – no entanto, é importante salientar que todo processo de visto é por conta do colaborador. 

A instituição também atuará com perfuração de níquel. O ciclo que será perfurado pela mineradora conta com o diâmetro de 839 quilômetros quadrados.  A última perfuração de níquel aconteceu no ano de 2015 nos Estados Unidos e deverá marcar um novo período industrial, com tecnologias ainda mais automatizadas. 

A mineradora Orford Mining Corp, anunciou, entretanto, que a operação contará com todas as exigências previstas pela geologia e geofísica. Além disso, os trabalhos estão previstos para começar neste mês de julho e não contam com prazo para terminar. David Christie, presidente e CEO da Orford, mostrou-se bastante positivo com a criação do projeto e, de acordo com ele, o retorno será exponencial, afinal, a operação que começa em 2022 promete ser uma das mais agressivas para a história. 

Mineração, falta de produtividade e seus impactos na economia

O setor de mineração vem se mostrando bastante acelerado com a alta dos metais desde a pandemia. A alta dos metais acontece em um contexto em que houve a falta de produtividade da área, tornando os estoques mais escassos enquanto as demandas estavam aumentando. A situação se expandiu tanto, que até mesmo Elon Musk, empresário e dono da Tesla, afirmou que pretendia demitir ao menos 10% de seus colaboradores tendo em vista as más previsões para o mercado de carros elétricos em 2022. 

A  produção de carros elétricos estagnaram por causa dos preços das baterias, e os preços das baterias aumentaram pela falta de metais que são matéria-prima. E este não é o único setor prejudicado, também se pode citar o setor de energia. O carvão, para se ter uma ideia, teve alta de ao menos 105% em apenas um ano. 

Apesar do aço e do ferro já estarem com queda de quase um terço,  o valor no qual estão sendo comercializados pelas commodities faz com que a compra se torne inviável pelos materiais de construção. Mesmo com a queda, o valor está maior do que era negociado até o começo de 2020, quando a pandemia se alastrou para outros países. 

Os materiais de construção precisam repassar os preços dos metais aos brasileiros. Como consequência,  o IBGE teria anunciado que a inflação no setor de construção civil teria sido uma das mais altas no Brasil no ano passado. 

Veja também

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais